Blog

Comércio exterior: como preparar sua empresa para exportar?

quarta, 10 de julho de 2019

O comércio internacional vem se tornando uma saída para empreendedores que desejam ampliar sua atuação e colocar sua empresa em um patamar diferenciado, em que terá mais visibilidade no mercado. Independente do porte qualquer empresa pode comprar e vender bens e serviços no mundo inteiro.

Mas antes de começar a exportar, o empreendedor precisa estar atento aos requisitos básicos para iniciar o processo de maneira totalmente legalizada. Confira as dicas do coordenador do Instituto de Planejamento e Promoção de Comércio Exterior (IPPEX) da Faciap, Cleiton Germiniano, e fique por dentro do assunto.

 

#1 Habilitação no radar

A primeira tarefa para quem deseja iniciar uma atividade importadora ou exportadora é habilitar sua empresa no RADAR (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros). Além de permitir o acesso ao Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), o registro obrigatório da Receita Federal garante a devida autorização para que a empresa exporte ou importe conforme a legislação brasileira.

O IPPEX realiza todo o procedimento necessário para obter a Habilitação do Radar no Siscomex, conforme necessidade de sua empresa e junto aos órgãos competentes do Comércio Exterior. Fale agora com um consultor.

 

#2 Vitrine Virtual

Para o empresário que quer fechar negócios no mercado internacional, é fundamental expor seu produto ou serviço a potenciais importadores. Mas como fazer isso? O IPPEX orienta o empresário em relação à maneira correta de divulgar seu produto ou serviço e ainda oferece ferramentas exclusivas que funcionam como vitrines para compradores do mundo todo.

 

#3  Analisar o mercado e conhecer o país exportador

O empreendedor deve fazer uma pré-seleção de mercados e saber mais sobre o país para onde deseja exportar. Também é bom ficar atento ao sistema tarifário e à estrutura tributária do território, além de conhecer as relações comerciais desse país exportador com o Brasil. Não é uma escolha simples de se fazer.

Por isso, o IPPEX oferece todo suporte e informações necessárias para o empreendedor tomar uma decisão acertada.

 

#4 Precificação

Na análise dos mercados-alvo, o empreendedor já tem mais noção das taxas que serão aplicadas sobre o valor final do seu produto. É importante considerar alguns custos logísticos, serviços de despachante aduaneiro, embalagens, frete, entre outros gastos.

Na hora de calcular o preço de exportação, o empresário também deve considerar riscos, como atrasos na entrega, por exemplo, e estar preparado para arcar com esses custos.

Para entender melhor como funciona o calculo do preço de exportação, consulte o IPPEX e receba toda a assessoria necessária.

 

#5 Então como começar?

Se você ficou interessado em internacionalizar o seu negócio, fale com um consultor especializado no assunto e tire suas dúvidas sobre as inúmeras oportunidades para as microempresas, pequenas e médias no comércio exterior.

O IPPEX atua como estrutura de apoio para empresários interessados em desenvolver seus negócios e produtos. Para isso, oferece, entre outros benefícios, documentos como a Declaração de Exclusividade e a de Livre Venda, o Certificado de Origem Digital (COD), traduções e câmbio especializado, além de uma consultoria com profissionais que entendem do assunto.

A hora de buscar sucesso no exterior é agora. Fale com o time do IPPEX.

Fonte: DepCom Faciap