Notícia

Empresários defendem o engajamento dos empresários

quinta, 19 de outubro de 2017
O presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa O presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa

O engajamento cívico das entidades representativas no processo de soluções conjuntas foi o assunto que dominou o primeiro dia do 4º Fórum CACB Mil e o Congresso Empresarial Paranaense, que acontece em Foz do Iguaçu. O encontro, feito em conjunto entre a Confederação das Associações Comerciais e Empresarias do Brasil (CACB) e a Federação das Associações Comerciais do Paraná (Faciap), busca enfatizar o papel dos empreendedores na busca de soluções de seus problemas, contribuindo com o poder público e não mais terceirizando seus pleitos. O evento é patrocinado por Banco do Brasil, Sebrae, Certisign, Sicoob, Bancoob, Sipag, BRDE, Jucepar, Cooper Card, Itaipu e Correios.

“Nosso papel está mudando”, disse o presidente da CACB, George Pinheiro, “e o engajamento empresarial deve ocupar espaço maior na busca de soluções para toda a comunidade”. Ele lembrou que o Estado não pode fazer tudo e não podemos ficar esperando tudo dele.

O presidente da CACB, George Pinheiro O presidente da CACB, George Pinheiro

O presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa, anfitrião do encontro, lembrou que a troca de experiências possíveis quando os empresários se reúnem é uma fonte de soluções para os problemas regionais. “Vamos valorizar nossas discussões”, disse.

Uma comitiva internacional participa do Fórum que encerra amanhã e que trouxe para Foz do Iguaçu o presidente da Confederação Empresarial da para Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), Solimo Abdula, que empossou o presidente da CACB como presidente de Honra da CE-CPLP para um mandato de um ano. Por esta razão, a próxima edição do Fórum CACB Mil será promovida, em conjunto, com a CPLP e será realizada em Brasília, nos dias 12, 13 e 14 de julho de 2018.

José Paulo Cairoli, George Pinheiro e Salimo Abdula José Paulo Cairoli, George Pinheiro e Salimo Abdula

Na abertura do evento, que reúne cerca de 1000 empresários brasileiros, o presidente de honra do Conselho da CACB e vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli, reforçou a importância da participação empresarial na busca de soluções para os problemas tanto da comunidade como os econômicos. “Estamos na era do cidadão global que requer a participação dos empresários na política”, disse.

O presidente da CE-CPLP, Solimo Abdula, lembrou que a CPLP, formada pelos nove países de língua portuguesa (Moçambique, Timor Leste, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Portugal, São Tomé e Príncipe e Brasil) precisa de um setor privado moderno, inovador, forte e eficiente, capaz de assumir as duas responsabilidades sociais e que se torne o motor do crescimento econômico inclusivo, durável e sustentável, capaz de valorizar as potencialidades e as riquezas de cada um dos países.

Abdula enfatizou que a estratégia da CE-CPLP para os próximos cinco anos está em três pilares: melhorar o ambiente de negócios e clima de investimentos, ampliar  acesso às infraestruturas sociais e econômicas e promover o desenvolvimento das empresas.

Maestro João Carlos Martins Maestro João Carlos Martins

Participaram da abertura do Fórum, o presidente da CACB, George Pinheiro, o presidente da ACE de Foz do Iguaçu, Leandro Teixeira Costa, o presidente da Faciap, Marco Tadeu Barbosa, o presidente da Unecs, Emerson Destro, o secretário de Comércio e Serviços, Marcelo Maia, o diretor-presidente do Bancoob, Marco Aurélio Almada, entre outras presenças importantes

O destaque do dia ficou com o maestro João Carlos Martins que falou sobre Inovar é a capacidade de se reinventar, mostrando seu exemplo de superação e a importância em incluir as pessoas em atividades como a música, seu exemplo. “A música me salvou”, disse, depois que sofreu um grave problema nas mãos e, sendo pianista, ficou comprometido.

Fonte: