Notícia

Combate à corrupção e planejamento são focos de Congresso da Caciopar

terça, 03 de outubro de 2017
Presidente da Caciopar Leoveraldo Curtarelli de Oliveira abrindo o 4º Congresso

Cerca de 300 pessoas participaram na sexta-feira, em Cascavel, do maior encontro empresarial da região. O 4º Congresso Caciopar reuniu empresários, diretores de associações comerciais e técnicos de órgãos públicos e áreas produtivas, além de autoridades políticas. O compromisso foi um só: debater aspectos atuais e questões de futuro para o desenvolvimento do território Oeste. O consenso é de que o Brasil precisa seguir com o combate à corrupção e adotar o planejamento como instrumento para dias melhores a todos. Entre os presentes estiveram os deputados estaduais Marcio Pacheco, Elio Rusch e José Carlos Schiavinato e o presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná), Michel Micheletto.

A primeira palestra foi com o presidente do Biopark de Toledo, Luiz Donaduzzi. Luiz falou sobre o desafio de investir em educação de qualidade e em projetos que possam agregar valor aos produtos nacionais. O parque tecnológico em implantação ocupará uma área imensa e nela serão distribuídos laboratórios de pesquisa e desenvolvimento, institutos e universidades. “A meta é fazer dele um centro formador de pesquisadores de ponta”, afirmou Luiz. O diretor de Coordenação da Itaipu, Hélio Amaral, falou da hidrelétrica e de seu papel com o desenvolvimento territorial. Embora construída para gerar energia, a Itaipu tem por missão também desenvolver ações de orientação e proteção ambiental, de disseminação de novos conhecimentos e aprimorar novas tecnologias, a exemplo da renovável.

A presidente da Faciap Mulher, Rosangela Sonda, ao lado do presidente da Caciopar, Leoveraldo de Oliveira, e de outras mulheres da diretoria da Faciap Mulher A presidente da Faciap Mulher, Rosangela Sonda, ao lado do presidente da Caciopar, Leoveraldo de Oliveira, e de outras mulheres da diretoria da Faciap Mulher

A mestre Helda Elaine falou sobre a mulher no contexto do território. Ela citou a importância da soma de forças, entre homens e mulheres, para a construção de uma região ainda melhor para viver, para empreender e gerar qualidade de vida. O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, apresentou números que mostram o tamanho do impacto da falta de estruturas melhores de transporte à economia regional. Grolli  citou o elevado custo do pedágio, que segundo ele é o mais caro do País, e os gargalos que limitam o Oeste a utilizar a Ferroeste e a malha ferroviária que segue até o Porto de Paraná. O resultado da falta de investimentos e de uma política de planejamento por parte de sucessivos governos são prejuízos imensos à economia, que apenas na última safra chegou a R$ 330 milhões.

 

A presidente da Faciap Mulher, Rosangela Sonda, no Congresso da Caciopar, ao lado de outras lideranças A presidente da Faciap Mulher, Rosangela Sonda, no Congresso da Caciopar, ao lado de outras lideranças

Talk show

Depois do almoço, com a mediação de Júlio Cezar Agostini, Diretor do Sebrae, um talk show aprofundou sobre questões associadas ao desenvolvimento. José Carlos Valêncio, presidente da Acim de Maringá, falou sobre um período difícil à sociedade do município, com sérios problemas de corrupção, que levou à constituição do Conselho de Desenvolvimento Econômico e do Observatório Social. “Chegamos ao fundo do poço e percebemos que o envolvimento das entidades organizadas era fundamental para que o município pudesse se reerguer e assumir as rédeas do seu destino. Deu certo e os projetos criados em Maringá hoje contribuem para avanços em outras cidades”.

O presidente do Programa Oeste em Desenvolvimento, Danilo Vendruscolo, relatou sobre o Conselho de Desenvolvimento de Foz do Iguaçu e dos projetos do POD, ação considerada como um dos mais importantes avanços regionais dos últimos anos. Com a soma de forças de diversas entidades, o Programa contribui para fazer leituras das potencialidades e para traçar ações que possam conduzir a região a um salto em seus indicadores. O doutor em Economia, Carlos Paiva, falou sobre as cadeias propulsivas e reflexivas e de como, por meio de estudos técnicos apurados, encontrar oportunidades de desenvolvimento e de crescimento para toda a região. 

Caciopar Mulher

O Congresso do fim de semana também revelou a ganhadora do 2º Prêmio Caciopar Mulher, que teve 28 inscritas. Vídeos das cinco finalistas foram apresentados e então feito o anúncio da vencedora, que é Fabiany Politi Begosso Alves, de Assis Chateaubriand. O ex-prefeito de Maringá e ex-secretário de estado do Planejamento, Sílvio Barros, fez palestra sobre o desafio dos órgãos públicos diante de um mundo de rupturas e o filósofo Luiz Felipe Pondé fechou a programação com palestra master sobre o tema Ética e suas tensões no mundo contemporâneo.

Fonte: assessoria de imprensa Caciopar

Fonte: